sábado, 26 de junho de 2010

No silêncio da tarde 
o último raio de sol.
Tristes silhuetas.


Nenhum comentário: